Orgulho Estacio - Saiba tudo sobre a sua Estácio

Logo Estácio


Ronaldo Mota será palestrante em curso internacional, no Rio

July 12, 2018 11:07
Voltar Ronaldo Mota será palestrante em curso internacional, no Rio

O Chanceler da Estácio, Ronaldo Mota, é um dos palestrantes convidados na segunda edição do International School of Law and Technology, um curso promovido pelo Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio (ITS Rio), em parceria com a Université de Montréal. 

Professores de vários países do mundo participarão do curso, que será realizado no Rio de Janeiro e São Paulo, e trará temas relevantes da atualidade sobre Internet e questões jurídicas e sociais relacionadas a novas tecnologias. 

A palestra do professor Ronaldo Mota será "Education through innovation", que acontecerá na quinta-feira, 19 de julho, das 16h às 17h30, na Casa de Rui Barbosa, no Rio de Janeiro. Além do tema Educação, que será abordado pelo nosso Chanceler, o curso abordará outros assuntos como regulação da internet do Brasil e do mundo, identidade digital, inteligência artificial, proteção de dados pessoais, proteção jurídica dos algoritmos, democracia conectada, fake newscibersegurança e muito mais. 

Para saber mais sobre o evento, acesse https://itsrio.org/pt/cursos/direito-e-tecnologia/. 

Pedagogo, uma profissão muito além do espaço escolar

May 24, 2018 15:03
Voltar Pedagogo, uma profissão muito além do espaço escolar

No último dia 20 de maio foi comemorado o Dia do Pedagogo, e é um orgulho para nós da Estácio formar, trabalhar e desenvolver profissionais dessa área. A profissão é comumente conhecida por sua atuação no ambiente do ensino básico, mas você sabia que o Pedagogo vem ampliado seu campo de trabalho? Por conta disso aumentaram as oportunidades oferecidas aos profissionais que desejam ultrapassar os muros das escolas. As novas áreas de atuação vão desde empresas até hospitais.

“O pedagogo é conhecido por ser o professor de crianças do ensino básico, porém ele pode atuar além do ambiente escolar, como em instituições de ensino profissionalizante, nos departamentos de trânsito, na polícia na parte da formação, com Pedagogia empresarial, consultorias e assessorias, treinamento e coordenação de empresas privadas, hospitais, bibliotecas, brinquedotecas, editoras de livros didáticos e em órgãos públicos que trabalhem com o ensino e aprendizagem”, explicou Herica Castro, pedagoga e coordenadora do curso de Pedagogia do Centro Universitário Estácio da Amazônia.

O profissional que habitualmente está presente nos primeiros anos de vida escolar não precisa obrigatoriamente atuar apenas com crianças. “Mesmo no ensino escolar sua área de atuação pode variar bastante, ele pode ser gestor da escola, coordenador ou supervisor e, não apenas isso, na docência ele atua na educação de adultos na EJA (Educação de Jovens e Adultos), na educação indígena ou especial”, relatou.

A Pedagogia é uma das áreas com maior taxa de empregabilidade no Brasil. Segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), 94,13% dos pedagogos estão empregados. Ainda segundo a coordenadora, quanto maior o número de instituições preocupadas com o ensino e aprendizagem, maior as vagas e chances de atuação dos pedagogos além das instituições de ensino básico. “O profissional de Pedagogia nunca vai ficar sem emprego, nunca vai ser desvalorizado, pois o mercado sempre vai precisar de bons educadores

Reitora da Estácio Juiz de Fora, Márcia Mota é homenageada com o Troféu Mulher Cidadã

March 26, 2018 13:03
Voltar Reitora da Estácio Juiz de Fora, Márcia Mota é homenageada com o Troféu Mulher Cidadã
A reitora do Centro Universitário Juiz de Fora, Márcia Mota, será uma das 15 homenageadas com o “Troféu Mulher Cidadã” de 2018, que tem como objetivo evidenciar e reconhecer a atuação de mulheres que prestam relevantes serviços ao município de Juiz de Fora. A escolha das personalidades é realizada através de comissão formada por representantes de órgãos públicos e entidades representativas. Na lista das 15 escolhidas também está o nome da professora dos cursos de Comunicação e Design de Moda da Estácio, Tâmara Lis, convidada para fazer discurso em nome das homenageadas.
 
A entrega do “Troféu Mulher Cidadã” é prevista pela Lei 12.236. A entrega ocorre tradicionalmente em março, mês que marca a luta pelos direitos das mulheres. Em 2018, a solenidade ocorrerá no recém-inaugurado Teatro Paschoal Carlos Magno, dia 26, a partir de 19h30.

Atitude que inspira!

March 7, 2018 16:55
Voltar Atitude que inspira!

Nosso professor de direito Alessander Mendes, da unidade de Teresina (PI), foi convidado e participou hoje (07/03) do “Programa Encontro com Fátima Bernardes”, da TV Globo.

Aliás, ele foi personagem principal de várias publicações nacionais e internacionais nos últimos dias. Motivo: o docente ninou o bebê de uma aluna para que ela assistisse à aula do 8º período do curso de direito. Um ato espontâneo e genuíno, mas que resume um dos valores mais nobres das relações humanas: a hospitalidade.

Esse é um dos valores que a Estácio tem no seu DNA. O foco é perseguir os melhores patamares no que tange à prestação de serviços, com o propósito de dar foco no acadêmico, mas com o extremo cuidado de tratarmos nossos alunos como gostaríamos de ser tratados, atitude que extrapola a sala de aula.

Quando os nossos valores se tornam hábitos praticados no dia a dia, eles são percebidos naturalmente pelos que interagem conosco. No caso da aluna, a atitude do professor não foi surpresa. Segundo ela, o docente sempre demonstrou muita sensibilidade durante sua gravidez e sabia que ele seria compreensivo.

Ele é um exemplo de que, praticando os valores da nossa instituição, podemos inspirar muitos brasileiros!

Confira a entrevista na íntegra.

Alunos, colaboradores e professores mobilizados na unidade Teresina para assistir o programa

Transmissão ao vivo da entrevista do Professor Alessander no auditório da unidade

Professor Alessander com Fátima Bernanardes

Estácio Juazeiro é reconhecida pelo Governo do Estado do Ceará pelo bom desempenho no Enade

January 18, 2018 10:25
Voltar Estácio Juazeiro é reconhecida pelo Governo do Estado do Ceará pelo bom desempenho no Enade

A Estácio Juazeiro do Norte (FMJ), foi uma das instituições de ensino superior homenageadas na última semana, durante solenidade com a presença do Governador do Estado do Ceará, Camilo Santana. A instituição recebeu homenagem pelo desempenho obtido na Avaliação Nacional de Desempenho Acadêmico e no Exame Nacional de Desempenho Acadêmico (Enade) – 2016.

As boas avaliações dos cursos, que mostram a qualidade pelas notas obtidas, entre 4 e 5, foram divulgadas neste ano de 2017. No caso da Estácio FMJ, todos os cursos da Instituição, como Medicina, Enfermagem, Farmácia e Fisioterapia foram bem avaliados com conceito ‘Muito Bom’, representando o seu desempenho.

A solenidade de homenagem foi realizada no Palácio da Abolição, contando com representatividade da Estácio FMJ, de Juazeiro do Norte, para receber a placa de reconhecimento do Governador.

Com critérios de exigência atendidos pelo Enade, a avaliação realizada em Juazeiro do Norte leva em consideração a boa estrutura dos cursos, as condições dos laboratórios para o desempenho das atividades, além do nível docente da instituição, formado basicamente por mestres e doutores. Também foi avaliado o campo de estágio dos alunos para o desempenho de suas atividades práticas em entidades com reconhecimento nacional, a exemplo o Hospital Regional do Cariri ((HRC).

A Estácio FMJ conta com uma Cínica Escola de Fisioterapia, com registros de cerca de 3.500 atendimentos por semestre, além do ambulatório de Medicina, onde são realizados atendimentos supervisionados, com mais de 9 mil atendimentos por ano inteiramente gratuitos para o Cariri.

Estácio do Recife é primeiro lugar no Prêmio IEL de Estágio pela segunda vez consecutiva

January 8, 2018 14:46
Voltar Estácio do Recife é primeiro lugar no Prêmio IEL de Estágio pela segunda vez consecutiva
O Centro Universitário Estácio do Recife recebeu, pelo segundo ano consecutivo, o prêmio de 1º lugar regional do Prêmio IEL de Estágio na categoria instituição de ensino destaque, durante o evento realizado na Federação da Indústria de Pernambuco, no último dia 14 de dezembro.

“O prêmio reafirmou o compromisso da Estácio com uma formação de qualidade, destacando a proposta pedagógica e a estrutura acadêmica disponibilizada para o desenvolvimento da prática profissional de todos os estudantes da graduação, graduação tecnológica e pós-graduação. Trata-se de um prêmio conquistado por toda área acadêmica, refletindo o esforço e comprometimento de docentes e coordenadores de curso”, afirmou Daniel Lins, pró-reitor acadêmico.

Além do bicampeonato, a Estácio Recife conquistou o terceiro lugar regional na categoria Empresa de Médio Porte, sendo a única instituição de ensino a apresentar um Programa de Estágio para jovens estudantes da Estácio que integram as equipes administrativas dos três campi em operação no Recife.

“Os prêmios representam um reconhecimento externo ao modelo de ensino da Estácio, no qual integra a teoria à prática de maneira efetiva, consolidando uma educação transformadora nos alunos. A implantação de um modelo de educação corporativa para estagiários também sinaliza o comprometimento da instituição com a qualificação de seu corpo administrativo, sobretudo estagiários”, garante Fernanda Bitencourt, Reitora do Centro Universitário Estácio do Recife.

A parceria entre IEL e Faculdade Estácio do Recife foi firmada em 1998, quando a instituição começou sua operação em Recife. Atualmente, a Estácio Recife tem mais de 120 alunos com contratos vigentes de estágio com o IEL.

Sobre o Prêmio

O Prêmio IEL de Estágio foi criado com a finalidade de incentivar as empresas e instituições de ensino a buscarem excelência em seus Programas de Estágio.

A ação parte do entendimento de que preparar estudantes de maneira complementar ao ensino é uma forma altamente eficaz de atrair e reter bons profissionais em uma fase inicial do seu desenvolvimento profissional, além de ter também uma amplitude social.

A metodologia adotada busca valorizar e reconhecer a atuação de todos os agentes envolvidos no processo, premiando e reconhecendo às empresas com melhores práticas de estágio, aos estudantes que se destacam em seus estágios e às instituições de ensino que apoiam e incentivam os programas de estágio.

Estácio se destaca no ranking do MEC

December 4, 2017 10:13
Voltar Estácio se destaca no ranking do MEC

A revista Exame da Editora Abril, em sua última edição, apresentou matéria “As melhores universidades particulares, segundo o ranking do MEC” listando as melhores universidades particulares do país, tendo como referência o IGC (Índice Geral de Cursos), indicador de qualidade oficial do MEC que engloba a qualidade dos cursos de graduação, mestrado e doutorado.

O IGC leva em conta a média dos CPC´s (Conceitos Preliminares de Curso) dos cursos avaliados nos últimos três anos, ponderada pelo número de matrículas em cada um deles, e a média dos conceitos da avaliação CAPES dos programas de pós-graduação stricto sensu na última avaliação.

O conceito IGC varia de 1 a 5, sendo que as instituições com conceitos 4 e 5 são consideradas excelentes e as com conceitos abaixo de 3 são consideradas insatisfatórias pelo MEC. As doze universidades com conceito IGC 5 são todas do setor público, portanto, IGC 4 corresponde ao topo de qualidade no setor privado.

Entre as mais de 150 universidades privadas do país, a Universidade Estácio de Sá é a oitava. Mas, de fato, somos melhores do que isso, se observarmos que entre as oito melhores colocadas, seis são sem fins lucrativos, quatro delas são de caráter confessional/comunitária, sendo três do tradicional sistema PUC.

"Ou seja, se considerarmos somente entre as universidades particulares, privadas sem caráter confessional/comunitário, as que alcançaram resultados acima da Estácio são relativamente pequenas, com número de matriculas abaixo de 10% da Estácio. Com isso, podemos afirmar que, entre as universidades particulares do país com centenas de milhares de matrículas, a Universidade Estácio de Sá é a que melhor consegue combinar quantidade e qualidade", analisa o nosso Chanceler, Professor Ronaldo Mota.

Confira aqui o ranking completo.

Professores de Comunicação da Estácio se destacam no “Professor Imprensa”

November 14, 2017 12:00
Voltar Professores de Comunicação da Estácio se destacam no “Professor Imprensa”

 

A 3ª edição do Professor IMPRENSA, uma iniciativa da Revista e Portal IMPRENSA, que conta com o apoio da Intercom e Jeduca, anuncia os docentes e eventos mais admirados nos cursos de Comunicação do país.  A etapa de votação popular, que aconteceu de 2 a 31 de outubro, contabilizou o total de 11.456 votos válidos, superando a marca da 2ª edição do Professor IMPRENSA, de 3.176 votos.

O objetivo do Professor IMPRENSA é destacar os profissionais que contribuem a cada ano para o aprimoramento dos cursos de comunicação pelo país, além de valorizar a profissão do professor comunicador e dar mais destaque às discussões que ocorrem dentro das universidades.

Os finalistas foram indicados por alunos e profissionais de comunicação, de 15 de agosto a 22 de setembro, e IMPRENSA recebeu 731 indicações de todo o Brasil. Ao todo, 249 professores de 112 instituições foram indicados. Além da indicação de 28 eventos promovidos por 23 universidades brasileiras para os estudantes de Comunicação.

Como reconhecimento, os docentes prestigiados nesta 3ª edição vão receber um certificado digital e terão seus perfis destacados em notas no Portal IMPRENSA.

Os homenageados na categoria Professor Universitário, que obteve um total de 3870 votos válidos, se destacaram os professores Washington Filho, da Estácio Teresina em 2º lugar com 20% dos votos; Nélia Ruffeil e Enderson Oliveira, ambos da Estácio Belém, em 3º e 4º lugar, respectivamente.

Na categoria “Orientador de TCC” a professora Safira Geovanna Sousa Rabêlo da Estácio de São Luís, ficou em primeiro lugar na regional Nordeste, assim como a professora Soraya Venegas Ferreira, da Estácio Rio de Janeiro, com 40,2% dos votos. O professor da Estácio Brasília, Paulo Vitor Giraldi Pires, conquistou o 2º lugar na regional Centro-Oeste, com 27,5% dos votos; Sammara Jericó, da Estácio Teresina ficou em 3º da Regional Nordeste; 2º - Keyla Negrão e Enderson Oliveira, da Estácio Belém, ficaram em 2º e 3º, respectivamente na regional Norte; na regional Sudeste, o 3º lugar ficou com Fabiana Campos Franco, da Estácio de Vitória. Lúcia Miranda, da Estácio de Santa Catarina, conquistou o 4º lugar da regional Sul.

Professor é vencedor do Festival de Música Rádios MEC e Nacional 2017

November 9, 2017 15:50
Voltar Professor é vencedor do Festival de Música Rádios MEC e Nacional 2017

O professor da Estácio Wander Lourenço venceu, na modalidade Música Popular - Forró com a música “Realejo”, o Festival de Música Rádios MEC e Nacional 2017: Música Popular Brasileira. A canção é de autoria do professor em conjunto Amarildo Silva e é interpretada por Cátia de França.

Ouça aqui a canção.

Sobre o Festival

O espaço é dedicado a novas produções de músicos do estado do Rio de Janeiro e, neste ano, o festival teve como novidade a premiação segmentada pelos perfis de programação das emissoras, como Prêmio Rádio Nacional de Melhor Samba, Prêmio Rádio MEC de Melhor Música Infantil e Prêmio Rádio MEC de Melhor Música Clássica, entre outros.

Professor da Estácio conquista segundo lugar na categoria Direito do prêmio Jabuti 2017

November 8, 2017 16:58
Voltar Professor da Estácio conquista segundo lugar na categoria Direito do prêmio Jabuti 2017

A obra “A ‘tradução’ de Lombroso na Obra de Nina Rodrigues: O racismo como base estruturante da Criminologia Brasileira”, do professor de direito Luciano Góes, da Estácio Santa Catarina, conquistou o segundo lugar, na categoria Direito, do 59º Prêmio Jabuti, tradicional e principal disputa literária do país.

O livro aborda as origens do racismo na sociedade, os motivos pelos quais tantos negros, hoje, se denominam pardos e são maioria nos presídios brasileiros.

Na publicação, Góes faz um panorama completo e claro sobre o tema, suas fundamentações e efeitos em nossos dias. O texto é embasado na obra de Nina Rodrigues - criminalista do Século XIX – que, por sua vez, fundamenta suas teorias no material de Cesare Lombroso, professor universitário e criminologista italiano, nascido em 1835, em Verona.

O professor conta que se surpreendeu com a notícia da classificação. “Fiquei muito feliz, pois falar de racismo na academia e nas salas de aula não é tarefa fácil. Temos, no Brasil, uma política de negação do racismo, como se os resultados de quase quatro séculos de escravismo sumissem com a abolição da escravidão”, afirma.

Criado em 1959, o Prêmio Jabuti se aprimorou com o passar dos anos e hoje, além de valorizar escritores, destaca a qualidade do trabalho de todas as áreas envolvidas na criação e produção de um livro. Em 2015, a premiação incluiu a categoria Infantil Digital, que abrange conteúdos para o público infantil combinados a elementos multimídia interativos. Neste mesmo ano foi criado o projeto “Jabuti entre Autores e Leitores” com o objetivo de promover encontros com os ganhadores do prêmio de edições anteriores em bibliotecas, livrarias, universidades e eventos literários nacionais.

Sinopse

O racismo, (re)legitimado por diversos discursos, foi base para a construção da Criminologia positivista de Cesare Lombroso sedimentada em seu primeiro livro L’uomo bianco e l’uomo do colore: letture sull’origine e la varietà delle razze umane. Foi com a legitimação do racismo pela ciência que Lombroso escreveu L’uomo delinquente, obra que lhe deu notoriedade e prestígio mundiais pela construção da teoria do delinquente nato, que ainda povoa o imaginário coletivo e fundamenta inúmeras condenações penais.

Essa teoria foi “traduzida” no Brasil, não por acaso, por Raimundo Nina Rodrigues, processo complexo que não nos permite falar em mera “introdução” ou “recepção”, com o qual o médico mestiço esboçou um apartheid brasileiro que só não foi legalizado, como em África do Sul, por que a Criminologia não tinha tanto prestígio quanto a política paulista. Reforçando o paradigma lombrosiano, Nina Rodrigues concebe um paradigma próprio, considerando o principal problema para o progresso do Brasil: o negro e sua descendência, cuja incorporação de esfinge e “Tróia negra” são simbólicas, sendo que a solução urgente viria pelas mãos da Criminologia, se não influenciando as normas penais, fundamentando práticas violentas de viés escravagistas que ainda perduram em solo “democrático”.

A fundamentação e legitimação científica dessa teoria foi indispensável para que nosso sistema de controle racial/social, estruturado pelo viés escravagista onde o corpo negro era propriedade dos senhores, tendo estes total direito, incluindo sobre a vida ou morte daqueles, fizesse uma passagem íntegra no interior do processo abolicionista, puramente falso e profundamente comprometido com a manutenção da nossa hierarquia racial, de uma monarquia escravocrata para uma república racista, continuando a objetificar de modo incomensurável o corpo do “novo cidadão”, já que os direitos e garantias rotulados como “fundamentais” ainda são distribuídos em nossos “sistemas penais” de acordo com a pigmentocracia.

Como resultado dessa “tradução”, temos um dos maiores legados criminológicos, o estereótipo criminal, visceralmente vinculado ao fenótipo negro. Isso se adequa, perfeitamente, à necessidade de ordem de um país racista, sua funcionalidade, inquestionável, só não é maior do que sua simploriedade, mas também explicita que a questão racial é radical em nosso país, impossível pensarmos em Brasil sem apontarmos para ela, os conflitos de classe advindos de um capitalismo tardio só a encontram no pós-abolição.

Mensagem aos Professores da Estácio

October 11, 2017 18:34
Voltar Mensagem aos Professores da Estácio

Dentre todas as espécies, somos a única que possui a incrível habilidade de transmitir cultura e conhecimento de forma organizada e consciente aos nossos descendentes. Nas sociedades primitivas, os precursores dos professores eram os responsáveis por passar ensinamentos de uma geração para outra, onde os mais velhos ensinavam os mais jovens. Atividades como a arte da caça, a capacidade de sobrevivência, o trato com as plantações e com as ervas que curam, a segurança e a garantia do bem-estar da comunidade estavam sujeitas a ritos de passagens. Assim, os pioneiros do processo ensino e aprendizagem atestavam as técnicas e procedimentos adquiridos e validavam esses processos.

À medida que as sociedades humanas foram se tornando mais complexas, apareceu a figura do artesão, responsável pela produção de artefatos, utensílios e artesanatos, seja para a agricultura, o uso doméstico, a lida com os animais ou para a defesa. Esses ensinamentos, técnicas e procedimentos eram transmitidos pelo mestre aos seus aprendizes, os quais, após ritos de aprendizagens, se transformavam, com a idade, em artesãos, e assim por diante.

Milênios se passaram e atualmente o docente é figura consolidada, reconhecida e respeitada pela sociedade, ainda que entendamos, corretamente, que pudesse ser mais prestigiada. Contemporaneamente, vivemos grandes desafios, especialmente pela abrupta emergência das tecnologias digitais que a tudo modifica, transforma e reconceitualiza.

Acalmando os mais assustados, lembremos que no século XV, com o advento do livro moderno de Gutenberg, alguns equivocados sugeriram a possibilidade do fim da figura do professor. Afinal, quem iria procurar o mestre, que, por melhor que fosse, improvisa, tendo disponível o livro, supostamente sempre correto e sem erros, dado que feito com tempo, cuidado e esmero? Na prática, jamais houve conflito entre o docente e o livro; ao contrário, ambos foram as grandes alavancas que consolidaram as nascentes universidades europeias. Estas, por sua vez, propiciaram o amadurecimento do método científico, as tecnologias dele decorrentes e a Revolução Industrial que, por fim, moldaram as bases da sociedade atual.

Por vezes, alguns não entendem por que os educadores não gostam quando o termo “treinamento” é utilizado para o ofício que nós desenvolvemos. Não é birra e nem soberba; é que treinamento não é expressão ingênua, mas embute um conjunto de metodologias que é inapropriado para quem pretende de fato educar. Educação vai muito além da simples transmissão de conteúdos e jamais se reduz a um conjunto de receitas de procedimentos. Ainda que alguns possam ter se iludido nos séculos passados, porque os modelos de desenvolvimento assim o sugeriam, a verdade é que contemporaneamente esses processos de ensinamento, baseados em treinamentos, são falhos e inócuos.

Educar, mais do que nunca, é emancipar o educando para, fruto dos ensinamentos dos mestres, ser capaz de enfrentar desafios complexos. Emancipa-se quando o educando se torna competente para escrever e interpretar textos complexos ou quando se atinge o domínio do letramento matemático, indo muito além das operações simples da aritmética. É emancipatório o pleno domínio do método, especialmente do método científico, para, utilizando tal ferramenta, entender e interpretar o mundo à sua volta. Educar é promover a aprendizagem independente ao longo de toda a vida, entendendo que cada educando aprende de maneira única e personalizada e que todos aprendem, em qualquer lugar e o tempo todo.

Neste Dia do Professor temos sim o que celebrar, particularmente nossa singular responsabilidade em contribuir na educação das novas gerações. Não podemos tudo na sociedade atual e sequer temos controle de todos os processos envolvidos, mas temos a capacidade de emancipar, ensinando nossos educandos a aprender a aprender continuamente. Às novas gerações cabe continuar colaborando para um desenvolvimento econômico, social e ambiental sustentável.  Enfim, uma sociedade que seja mais harmônica, justa e respeitosa à rica diversidade, onde possamos celebrar sermos, felizmente, todos diferentes.

Professores, Parabéns.

Comemoremos, merecidamente, o Dia do Professor.

Ronaldo Mota
Chanceler da Estácio
(Outubro de 2017)

Estácio é destaque no mercado financeiro

October 11, 2017 14:40
Voltar Estácio é destaque no mercado financeiro

Nosso Presidente, Pedro Thompson, foi convidado para uma entrevista ao portal Infomoney onde destaca a valorização de 120% das ações da Estácio na Bolsa de Valores e a superação da marca de R$ 10 bilhões em valor de mercado.

Na matéria, Pedro Thompson destaca os três pilares que estão transformando a nossa Estácio.

Confira na íntegra.

Prêmio Estácio de Jornalismo celebra o debate sobre o ensino superior

October 6, 2017 17:33
Voltar Prêmio Estácio de Jornalismo celebra o debate sobre o ensino superior

Ontem foi realizada a 7ª edição do Prêmio de Jornalismo Estácio. 250 convidados presenciaram e perceberam a importância deste evento para os 9 jornalistas vencedores de suas categorias e também para toda sociedade. Foi unânime nos depoimentos, a afirmação de que o prêmio incentiva a produção de matérias sobre o ensino superior e traz luz ao tema.Matérias de veículos como Folha, TV Globo, BBC e Época disputaram acirradamente os títulos.

Dentre os premiados, havia matérias investigativas que, por exemplo, desbaratou fraudes de emissão de diplomas, culminando no pedido de renúncia do próprio prefeito de uma grande capital. Comparar conteúdos assim, poderia ser uma tarefa difícil para os jurados, caso não fossem tão gabaritados no jornalismo e na educação quanto o júri montado. Os concorrentes ficaram muito gratos por terem tido suas produções analisadas por uma comissão tão qualificada. A cada categoria, era possível notar a importância dos temas.

O prêmio também homenageou os alunos de jornalismo que colocaram em prática toda teoria aprendida em sala de aula no projeto Rock in Rio. Professores que coordenaram essa empreitada pauleira também tiveram seu momento de holofotes. Mostraram, por vídeo, a todos os convidados e jornalistas, a grande oportunidade que somente a Estácio poderia proporcionar a seus alunos. Emocionados, foram aplaudidos pelos convidados e premiados que viram que a Estácio busca fortemente seguir com sua missão.

E se a noite era de holofotes e fortes emoções, o Prêmio Estácio de Jornalismo trouxe o Rock in Rio para o evento. Atração surpresa, a icônica Titãs fez um show com 20 sucessos para quem prestigiou o evento.  Todos saíram realizados, jornalistas, alunos, professores e executivos. Agora é curtir o conteúdo do site (com matérias vencedoras e fotos do evento) e aguardar a próxima edição deste prêmio que ficou para a história.

Nove professores da Estácio são finalistas da 3ª edição do Professor Imprensa

October 6, 2017 17:08
Voltar Nove professores da Estácio são finalistas da 3ª edição do Professor Imprensa

Que tal no mês do Professor, reconhecermos alguns deles que estão participando da 3ª edição do Professor Imprensa, uma homenagem dos alunos e profissionais de Comunicação de todo o Brasil, que indicaram os professores que marcaram sua trajetória na universidade? O projeto é uma iniciativa da Revista e Portal IMPRENSA, e conta com o apoio da A Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação e da Jeduca - Associação de Jornalistas de Educação.

Nesta edição, foram indicados 731 professores de comunicação de todo o Brasil e entre os finalistas estão nove da Estácio. Esta última etapa é definida por voto popular, de acordo com cada região, e você pode ajudar a eleger nossos professores até o dia 31 de outubro.

Acesse o link disponível e escolha cada um de acordo com a categoria:

Professor universitário de curso de Comunicação

  • Regional Norte - Nelia Rufféil - Estácio FAP/PA e Washington Filho - Estácio CEUT/PI

Orientador de TCC

  • Regional Centro Oeste - Paulo Vitor Giraldi Pires - Centro Universitário Estácio de Sá/DF
  • Regional Nordeste - Safira Geovanna Sousa Rabelo - Faculdade Estácio de São Luís/MA
  • Regional Norte - Keyla Negrão - Estácio FAP/PA e Sammara Jericó - Faculdade Estácio de Teresina – CEUT/PI
  • Regional Sudeste - Soraya Venegas Ferreira - Universidade Estácio de Sá/RJ e Fabiana Campos Franco - Faculdade Estácio de Sá de Vitória/ES
  • Regional Sul - Lúcia Miranda - Centro Universitário Estácio de Sá de Santa Catarina/SC

Confira como participar:

  • Cada e-mail poderá votar somente uma vez em cada categoria. Você tem a opção de votar num finalista de uma região apenas, ou dar o seu voto aos finalistas de mais de uma região.
  • Lembre-se de, após selecionar o (s) finalista(s), clicar no botão verde "Votar" para confirmar o seu voto.
  • A validação do voto acontece após a confirmação em link enviado ao e-mail que você cadastrou para votar. Serão consideradas válidos apenas os votos confirmados por esse link.

Sobre a validação dos votos

  • Para garantir a veracidade de cada um dos votos atribuídos, será enviado um e-mail de confirmação obrigatório para a validação.
  • E-mails com anti-spam instalado poderão não receber esta confirmação ou encaminhá-las para as pastas de "spam" ou "lixo eletrônico". Além disso, a mensagem também poderá ser barrada pelo firewall de sua empresa caso você aponte um e-mail corporativo no formulário de voto.

Você não só reconhecerá alguns de nossos talentos como também contribuirá para que a missão da Estácio seja mais uma vez reconhecida: Educar para transformar.

I Encontro de Reitores da Estácio emociona e reconhece nossos líderes

September 29, 2017 17:04
Voltar I Encontro de Reitores da Estácio emociona e reconhece nossos líderes

Com a presença de Pedro Thompson, Presidente da Estácio e dos Vice-presidentes Cláudia Romano (VP de Relações Institucionais e Sustentabilidade), Andréa Simões (VP de Gente e Gestão), Sérgio Leite (Operações Presenciais), Hudson Rubem (Ensino), Aroldo Alves (EAD), Leonardo Moretzsohn (Finanças), Alberto Senna (Jurídico), Higino Viegas (Mercado), foi   realizado pela Vice-presidência de Relações Institucionais e Sustentabilidade ontem, dia 28 de setembro, o I Encontro de Reitores da Estácio que proporcionou um momento de confraternização entre os Reitores das nossas IES, as principais lideranças acadêmicas, o Chanceler, os Dirigentes e Líderes da área de Ensino da Companhia em torno de discussões e reconhecimentos acadêmicos.

Ao som do saxofonista Leo Gandelman, o evento que aconteceu no restaurante Mr. Lam, no Rio de Janeiro, foi uma grande oportunidade de troca de boas práticas em gestão acadêmica e impressões sobre os desafios do Ensino Superior Privado onde a qualidade foi o tema predominante. Nosso Coordenador Nacional do Curso de Medicina, Silvio Pessanha Neto, aproveitou para mostrar seu talento no saxofone ao lado de Gandelman.

Com abertura da VP de Relações Institucionais e Sustentabilidade, Cláudia Romano, convidando o Presidente da Estácio Pedro Thompson para um pronunciamento inicial, o Encontro foi seguido por uma breve conversa sobre os Desafios do Ensino Superior, mediado pela Vice-reitora da Universidade Estácio, Cipriana Nicolitt e a participação dos Reitores Ana Flávia (Fortaleza), Karina Prado (Ribeirão Preto), Márcia Mota (Juiz de Fora), Brena Linhares (Boa Vista), Alexandre Bastos (São Paulo), Juciê Abreu Silva (Belo Horizonte), Juarez Moraes Ramos Junior (Bahia), Kesi Gomes (Recife), Adriano Fonseca (Brasília), Rafael Villari (Santa Catarina) e Hudson Rubem (Rio de Janeiro).

Após o debate, as Instituições Universitárias do Grupo Estácio foram parabenizadas pelas conquistas acadêmicas de sua IES. O Presidente Pedro Thompson conduziu a premiação com muita satisfação e orgulho da qualidade acadêmica da Universidade Estácio de Sá e dos 10 Centros Universitários que estavam representados pelos seus respectivos Reitores e Diretores Regionais. Confira:

  • MENOR EVASÃO - Reitora Ana Flávia e Diretor Regional Elísio Alcântara
  • MELHOR RENOVAÇÃO - Reitora Karina Prado e Diretor Regional Alexandre Bastos
  • MAIOR IPPGR3 – Índice de Pesquisa e Produtividade na Graduação nos últimos 3 anos - Reitora Ana Flávia e Diretor Regional Elísio Alcântara
  • MAIOR ISA – Índice de Satisfação do Aluno - Reitora Márcia Mota e Diretor Regional Alexandre Bastos.
  • MAIOR CI - Conceito Institucional - Reitora Brena Linhares e Diretor Regional Adriano Remor
  • MAIOR IGC CONTÍNUO - Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição – Vice-presidente de Ensino e Reitor Hudson Rubem, Vice-reitora Cipriana Nicolitt e Vice-reitor e Diretor Regional Érico Ribeiro.

“Foi uma grande honra participar do I Encontro de Reitores da Estácio. Oportunidade de reflexão acadêmica e uma rica troca de experiências! Momento ímpar! Obrigada Estácio!!”, declarou a Reitora de Ribeirão Preto, Karina Bizerra.

Encerrando o evento, a VP Cláudia Romano convidou o Chanceler Ronaldo Mota para proferir as palavras finais.

"União, engajamento, inovação. Nossos desafios. Estamos sempre em busca do melhor para o maior número de pessoas e esse encontro de reitores serviu para ficar ainda mais vivo o nosso objetivo diário: educar para transformar. Troca de campeões! Obrigado Reitores e todos os envolvidos!", finalizou Pedro Thompson, Presidente da Estácio.

 

 

Nova campanha institucional exalta o #OrgulhodeserEstácio

September 29, 2017 16:48
Voltar Nova campanha institucional exalta o #OrgulhodeserEstácio

A grandiosidade e o orgulho da Estácio são o pano de fundo da nova campanha institucional, que reforça atributos como excelência, acolhimento e a instituição de ensino como ferramenta de transformação. Intitulada “Orgulho de Ser Estácio”, a campanha é baseada em uma hashtag que surgiu em 2016 de maneira orgânica por parte de alunos e colaboradores.

As peças trazem como tema central os “Grandes Números”, reforçando os 47 anos da universidade, mais de 500 mil alunos e milhares de profissionais formados, além do fato de estar presente em mais de 200 cidades.

O diferente, neste caso, é que os números não foram trabalhados de forma tradicional. A Artplan, agência produtora da campanha, foi capaz de ver dados brutos como algo criativo ao combinar a big data e os dados públicos com os números da Estácio.

“A Estácio vive um momento muito positivo, que associa a expansão de seus cursos e campi à conquista de excelentes resultados acadêmicos. Nosso objetivo, com essa campanha, é mostrar que, além de oferecer ensino em grande escala, a mais de 500 mil alunos, mantemos um padrão de educação de qualidade. Mais do que simplesmente formar profissionais, a Estácio é fiel à sua missão de Educar para Transformar, contribuindo para a construção de uma sociedade melhor”, afirma Higino Viegas, vice-presidente de Mercado do Grupo Estácio.

Estratégia

A campanha integrou mídias on e off, além de endomarketing. Foram trabalhados números gerais da instituição em mídias offline; segmentou-se as áreas de interesse de maior relevância para o público-alvo na mídia online e focou-se em ações táticas para valorizar o público interno.

A Estácio também terá uma landing page, que funcionará como o hub de todos os grandes números da universidade, reunindo todo o conteúdo da campanha, que está no ar.

Confira os vídeos no nosso canal do Youtube.

Programas de pós-graduação stricto sensu da Estácio conquistam excelentes resultados

September 21, 2017 11:40
Voltar Programas de pós-graduação stricto sensu da Estácio conquistam excelentes resultados

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) divulgou hoje, quarta-feira, dia 20, os resultados da avaliação dos programas de pós-graduação stricto sensu e mais uma vez, a Estácio conquistou excelentes resultados.

Nossos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu , na avaliação quadrienal da CAPES, receberam nota 4 em Administração, Educação, Odontologia e Saúde da Família; nota 5 em Direito (melhor programa do Rio de Janeiro).

O Professor Dr. Rafael Mario Iorio Filho, Vice-Reitor de Pós-Graduação Stricto Sensu e Pesquisa da Estácio Rio de Janeiro e Diretor Corporativo de Pesquisa e Extensão, enviou uma mensagem de parabenização a todos os envolvidos com este sucesso. Confira abaixo a íntegra.

Estando oficialmente publicizado o excelente resultado de nossos Programas de Pós-Graduação na avaliação quadrienal da CAPES (Administração 4, Direito 5 (melhor programa do Rio de Janeiro), Educação 4, Odontologia 4 e Saúde da Família 4), eu não poderia deixar de escrever este e-mail, como líder desta maravilhosa equipe e professor permanente do PPGD, para expressar o meus sinceros parabéns e agradecimentos a todos os envolvidos nesta jornada.

“Gostaria de começar os meus agradecimentos a Diretoria Executiva da Estácio, por acreditar e estimular os Programas a serem as locomotivas do valor institucional excelência. Muitíssimo obrigado.

Muito obrigado ao Chanceler Prof. Ronaldo Mota, que fora nosso Reitor neste período.

Muitíssimo obrigado ao Prof. Hudson, nosso VP de Ensino e atual Reitor, pelo incondicional apoio e estímulo.

E agora, um agradecimento especial, aos nossos combativos coordenadores (José Geraldo, Carlos Japiassu, Tarso Mazotti, José Sequeira e Ricardo Rafael) e seus adjuntos, excelentes docentes, brilhantes alunos e maravilhosa equipe administrativa (Ivone, Patrícia, Alessandra, Marcelo, Christiano, Maria Isabel, Willian, Glauce, Grace, Ana Paula e Angélicas). Vocês são nota 10!

Saudações acadêmicas”.

Rafael Iorio

Centro Universitário Estácio do Ceará conquista 1° lugar no Prêmio IEL de Estágio

September 21, 2017 11:33
Voltar Centro Universitário Estácio do Ceará conquista 1° lugar no Prêmio IEL de Estágio

O Centro Universitário Estácio do Ceará conquistou o primeiro lugar do Prêmio IEL de Estágio, na categoria Instituição de Ensino Superior Destaque. O reconhecimento é pela sua contribuição à formação de novos talentos para o estado do Ceará.

A Estácio oferece aos seus alunos orientações de carreira, dicas para se comportar numa entrevista de emprego, oficinas para elaboração de currículos, além de vagas de estágio e emprego, entre outros serviços. A instituição concorre agora à etapa Nacional.

Agora, a torcida é pela vitória na etapa nacional.

Alunos da Estácio no maior festival de música do mundo

September 18, 2017 12:18
Voltar Alunos da Estácio no maior festival de música do mundo

Mais uma vez, alunos da Estácio participam da história do maior festival de música do mundo, o Rock in Rio. Nesta edição, estamos com 33 alunos de Fotografia e de Publicidade fazendo a cobertura e produzindo documentários sobre como o Rock in Rio ajuda a projetar um mundo melhor por meio de ações sociais e de sustentabilidade.

O grupo de alunos reúne uma mistura saudável de jovens e veteranos, afinadíssimos com orientação de nossos professores-coordenadores, que foram selecionados a partir de uma demanda específica do festival para atenderemos as plataformas de comunicação com videocases, mostrando o trabalho com os portadores de necessidades especiais (PNE´s) e sobre o projeto Amazônia Live.

Até Portugal receberá os conteúdos produzidos pelos nossos alunos, que será distribuído no país que receberá o Rock in Rio Lisboa, no próximo ano. O material será enviado em vídeo e estarão registradas as ações comerciais dos patrocinadores deste gigantesco evento.

Além da experiência de cobrir um dos maiores eventos de música do mundo, nossos alunos poderão contar com um rico material para compor seu portfólio de início de carreira a partir de toda a experiência vivida e orientada pelos nossos professores.

- As nossas demandas estão muito específicas, mas, também, nos dão margem a que exibamos nossa técnica, nossa expertise e nosso talento – o talento dos diamantes brutos que chegaram aqui ainda tímidos e, hoje, estão brilhando com todo o conhecimento que obtiveram em sala de aula, declarou Gisele Barreto, professora e coordenadora do curso de Cinema da unidade Tom Jobim.

 

Amazônia Live

Amazônia Live é o projeto socioambiental do Rock in Rio, apoiado pela Estácio, que estará presente em todas as edições do festival até 2019 e em todos os países onde o evento é realizado. A iniciativa vai restaurar mais de 400 hectares de floresta desmatada nas cabeceiras e nascentes do Rio Xingu, entre outras áreas emergenciais.

O início do projeto aconteceu em abril de 2016 e, em agosto, teve como marco inicial um show jamais visto em um palco flutuante no Rio Negro, no meio da floresta amazônica, em Manaus, transmitido para o mundo e chamando atenção para as questões ambientais.

Com o mote “Mais do que árvores, vamos plantar esperança”, o Amazônia Live, junto com seus parceiros, está garantindo o plantio de um montante que ultrapassa 2,9 milhões de árvores na região do Xingu. Somente o Rock in Rio doou um milhão de árvores para o reflorestamento de 400 hectares.

A primeira fase do plantio aconteceu em novembro de 2016 com mais de um milhão de árvores em mais de 400 hectares na região usando cerca de 50 toneladas de sementes de espécies nativas para alcançar uma grande área de restauro, podendo gerar, assim, o restabelecimento da biodiversidade e das diversas e complexas relações ecológicas entre os diferentes tipos de organismos e o meio físico. As restantes árvores angariadas até 2017 serão plantadas até 2020 sempre na época das chuvas. A meta é chegar a quatro milhões com o envolvimento do público.

Confira aqui o vídeo que registrou o encontro dos alunos com a nossa Vice-presidente de Relações Institucionais e Sustentabilidade.

Aproveite e comente, compartilhe, curta!

 

Estácio é destaque na sexta edição do Ranking Universitário Folha

September 18, 2017 12:14
Voltar Estácio é destaque na sexta edição do Ranking Universitário Folha

A Estácio se destacou na sexta edição do Ranking Universitário Folha – RUF como como uma das melhores universidades, ocupando o 1º lugar no Rio de Janeiro e entre as dez melhores particulares, privadas não confessionais ou comunitárias, do país.

No item Reconhecimento pelo Mercado, estamos, entre as 195, em 16º lugar no geral e em segundo lugar no segmento particular. A Estácio (Universidade Estácio de Sá no Rio de Janeiro) está em 80º lugar no ranking geral incluindo todas as 195 universidades do país.

O RUF é uma avaliação anual do ensino superior do Brasil feita pela Folha desde 2012, que classifica as instituições brasileiras a partir de indicadores de pesquisa, ensino, mercado, internacionalização e inovação. Na edição de 2017 há dois produtos principais: o ranking de universidades e os rankings de cursos.

No ranking de cursos é possível encontrar a avaliação de cada um dos 40 cursos de graduação com mais ingressantes no Brasil, como administração, direito e medicina, a partir de dois indicadores: ensino e mercado. Em cada classificação são considerados os cursos oferecidos por universidades, por centros universitários e por faculdades.

>>> Confira aqui o ranking completo <<<

A Estácio, ao lograr êxito em conjugar quantidade com qualidade, cumpre sua determinação de transformar a vida de seus educandos. Temos um modelo de ensino nacionalizado, em permanente processo de aprimoramento, que tem como centro atender bem os alunos e prepará-los adequadamente para suas vidas profissionais. Temos certeza que todos, especialmente os colaboradores e os acionistas da Estácio, têm bons motivos para celebrar o fato de que a Companhia está cumprindo plenamente suas missões.