Logo Estácio


Pesquisas

O Centro Universitário Estácio do Ceará considera a pesquisa indispensável para a concretização de seu projeto acadêmico, que pressupõe a articulação sistemática do ensino, pesquisa e extensão na formação dos futuros profissionais. Para tanto, mantém com recursos próprios, o Programa de Iniciação Científica, concedendo bolsas anuais para projetos de pesquisas na graduação. Viabiliza suporte teórico-metodológico aos pesquisadores e professores orientadores, treinamento e capacitação, promoção de evento científico anual, infra-estrutura de apoio organizacional e acadêmico, visando atender às demandas solicitadas para consecução dos trabalhos desenvolvidos.

 

Nesta perspectiva, o Centro Universitário Estácio do Ceará, através da sua política de pesquisa, busca também:

 

- Considerar a Iniciação Científica como uma prática acadêmica de inserção de alunos de graduação na pesquisa científica;

 

- Viabilizar o contato direto do corpo de alunos nas atividades de pesquisa desenvolvidas por professores e grupos de pesquisa;

 

- Promover a atividade de iniciação científica no espaço acadêmico, contribuindo para que a prática em sala de aula promova a aprendizagem de habilidades teóricas e práticas alicerçadas por uma convivência social eticamente qualificada;

 

- Desenvolver uma prática acadêmica focada na indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão, criando a possibilidade de o aluno vivenciar a construção do conhecimento;

 

- Aplicar metodologias problematizadoras que envolvam o aluno com os fundamentos da ciência e com as formas de construção dessa ciência, preparando-o para a futura atuação profissional;

 

- Considerar a construção do saber científico fundamental na formação de profissionais capazes de se posicionar e atender, de forma crítica e autônoma, às demandas do mercado.

 

A produção da pesquisa científica no Centro Universitário Estácio do Ceará obedece às definições estabelecidas no Programa de Iniciação Científica aprovado pelos Órgãos Colegiados Internos. As políticas de produção científica buscam proporcionar formação científico-cultural ampla e aprofundada, desenvolvendo a capacidade de pesquisa e o poder criador nos diferentes ramos do saber. O envolvimento de professores e alunos neste processo proporciona as mais novas e recentes informações e tecnologias, visando conferir aos mesmos elevados padrões: técnico, científico e profissional.