Logo Estácio


Pesquisas

Apresentação

A iniciação científica é um instrumento que introduz o estudante de graduação com potencial promissor na prática da pesquisa científica. É o primeiro contato direto do estudante com a atividade científica que o leva a se engajar na pesquisa, tendo oportunidade de estudar e desenvolver um determinado tema, usando as metodologias adequadas. Sempre sob a orientação, direção, supervisão e auxílio de um professor orientador. A iniciação científica caracteriza-se, portanto, como instrumento de suporte à realização de um projeto de pesquisa, contribuindo também para a formação de uma nova mentalidade no aluno.

O Centro Universitário Estácio de São Paulo reconhece o papel prioritário que a pesquisa científica e o desenvolvimento tecnológico desempenham na busca de soluções para diversos problemas da nossa sociedade e, por isso, tem se preocupado em colaborar com o processo de desenvolvimento e universalização da investigação científica. Uma de suas iniciativas, nesse sentido, é a estruturação do seu programa de iniciação científica, de maneira a garantir o investimento em todas as funções de uma instituição que persegue o compromisso do cumprimento de seu papel na sociedade: Ensino, Extensão e Pesquisa.

O programa de iniciação científica (PIC) teve início no ano de 2006 como uma iniciativa da vice-diretoria acadêmica da então Faculdades Radial. Em abril daquele ano foi constituída uma comissão de professores, denominada Comissão de Orientação à Pesquisa (COP) que passou a gerir o programa, estabelecendo as normas e gerenciando as atividades de professores e alunos. Desde o seu início, o programa de IC contou com 252 alunos que concluíram os seus projetos, que foram orientados por 103 professores de diferentes cursos. Atualmente, as  pesquisas em andamento estão pautadas principalmente nas áreas de educação, ensino, informática, engenharia,  sustentabilidade e meio ambiente.

 

Projetos 2017